fbpx
Connect with us
ads

Educação

Aulas presenciais na rede pública retornam somente em 2021, anuncia Governador do Pará

Published

on

O governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou nesta terça-feira (27) que o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino só deve ocorrer em 2021. De acordo com o governador, a decisão foi tomada para “evitar que as escolas sejam ambiente de transmissão viral”. Os alunos devem continuar recebendo aulas remotas até uma nova decisão da Secretaria de Educação do Pará (Seduc).

“Retornaremos em 2021. Se Deus quiser, em um novo tempo, já com a vacina e com as condições que possam proteger os nossos alunos e todos os profissionais da educação. A vida sempre deve estar em primeiro lugar”, afirmou Barbalho.

De acordo com o governador, a decisão foi tomada pela Seduc com base em dados epidemiológicos da Secretaria de Saúde do estado (Sespa). Apesar do adiamento, o governo não fixou uma data para o retorno das atividades presencias e nem explicou como deve ficar o ano letivo dos estudantes.

Ainda segundo Helder Barbalho, serão mantidas as recargas no vale alimentação, assim como a distribuição de chips de celular com pacote de dados, distribuídos para alunos do Ensino Médio acessarem aulas remotas.

“Devemos lembrar o vírus continua e por isso a responsabilidade, a sensatez e o equilíbrio deve pautar as ações do Governo. Acima de tudo vamos pensar na saúde e na proteção”, justifica o governador.

Entenda o caso

As aulas presenciais em escolas particulares e municipais no Pará estão autorizada desde o dia 1° de setembro. A determinação ocorreu depois que representantes de escolas particulares protestaram pela retomada.

Já o retorno das aulas presenciais nas escolas municipais de Belém está autorizado desde o dia 14 de setembro. Na primeira etapa de retomada, 7 mil alunos voltaram às salas de aula.

Em relação a rede estadual, está é a terceira vez que o governo do Pará adia o retorno das aulas presenciais na rede pública.

Após o anúncio das aulas para setembro, o governo informou que a rede pública retornaria somente em outubro. Semanas depois, em entrevista ao G1, a secretária Elieth Braga chegou a afirmar que o retorno seria em 5 de outubro, mas a data foi adiada.

Dias depois, a Seduc enviou um documento às escolas públicas, anunciando a data de retomada das aulas para o dia 3 de novembro, mas a determinação não foi concretizada.

Fonte: G1

Continue Reading
Advertisement
Comments