fbpx
Connect with us
ads

Moda

Capital lança moda e fogos barulhentos podem ser proibidos em todo Estado

Capital lança moda e fogos barulhentos podem ser proibidos em todo Estado

Published

on

Proposta do deputado Neno Razuk (PTB) abrange locais fechados e abertos, públicos e privados

Campo Grande lançou a moda, mas os fogos de artifício com barulho podem ser proibidos em todo Mato Grosso do Sul. Proposta do deputado estadual Neno Razuk (PTB) foi apresentada, nesta quarta-feira, na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e, se aprovada, vai mudar principalmente as celebrações do período de festas juninas e as viradas de ano em cidades do interior do Estado.

Decreto sancionado na Capital impactou nas vendas de fogos de artifício (Foto: Arquivo/Paulo Francis)

Decreto sancionado na Capital impactou nas vendas de fogos de artifício (Foto: Arquivo/Paulo Francis)

Campo Grande lançou a moda, mas os fogos de artifício com barulho podem ser proibidos em todo Mato Grosso do Sul. Proposta do deputado estadual Neno Razuk (PTB) foi apresentada, nesta quarta-feira, na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e, se aprovada, vai mudar principalmente as celebrações do período de festas juninas e as viradas de ano em cidades do interior do Estado.

“A queima de fogos em datas festivas é prejudicial à saúde e bem estar dos animais, crianças com autismo e idosos. E, infelizmente, as campanhas que existem para que a população se conscientize e deixe esse hábito não tem surtido o efeito esperado”, explicou o parlamentar.

Conforme o projeto, pesquisas realizadas por veterinários, os cães têm audição 30 vezes mais aguçada que os seres humanos, de modo que os barulhos produzidos pelos artefatos pirotécnicos se tornam fontes de sofrimento.

O problema afeta também as crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista), pois, muitas delas tem dificuldade em regular informação sensorial que lhes bombardeia diariamente, elas podem ser excessivamente sensíveis ou sub sensíveis a sons. Cerca de 40% dos autistas apresentam esse transtorno. Idosos também são citados no argumento do parlamentar.

Os fogos de artifício que produzem efeitos visuais luminosos ou de cores sem estampido continuarão sendo permitidos se este projeto se tornar lei, entrando em vigor 180 dias após sua publicação. Há previsão de multa aplicada de acordo com ato administrativo do Poder Executivo para quem descumprir esta vedação.

Capital – Desde o ano passado, decreto municipal proíbe a utilização de fogos de artifício com efeitos sonoros em cerimônias do Executivo. A nova medida exigiu criatividade nos momentos de celebração. Para comemorar a chegada de 2020, a prefeitura realizou queima de fogos silenciosa, composta de efeitos luminosos e papel picado, de 4 minutos, na Cidade do Natal.

Continue Reading
Advertisement
Comments