fbpx
Connect with us
ads

Polícia

Com medo de CPF ser cancelado, homem vai à delegacia para dizer que não morreu em confronto em MT

Published

on

Frank Aparecido Soares Viana, idade não informada, compareceu à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quinta-feira (05), para dizer que não era ele quem havia morrido em confronto com policiais da Força Tática, na Rodovia dos Imigrantes, nas proximidades do Trevo de Bonsucesso, em Várzea Grande, no dia 30 de outubro.

A confusão do homem ocorreu após ele dizer ter visto seu nome relacionado na ocorrência e por medo de que seu CPF fosse cancelado, já que está trabalhando e tem uma empresa.

O delegado Marcel Gomes de Oliveira, responsável pelo caso, explicou que ele mesmo se confundiu com a informação, já que o morto no confronto foi identificado como Franklin Thomé Arruda Ferreira Mendes pelo Instituto Médico Legal (IML).https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.422.0_en.html#goog_199885200600:00/00:00Loading Ad

Assustado, o rapaz chegou ao local negando qualquer relação com o caso. Ele disse que não tem relação com o caso.

Após o delegado explicar a situação ao rapaz e dizer que seu nome nem aparece no inquérito, ele retornou para casa.

Kaio Henrique Miranda de Araújo, de 25 anos, Deyverson Ferreira de Oliveira Motta, 29, conhecido como Gordinho, Franklin Thomé Arruda Ferreira Mendes e ‘Zé’ foram identificados como os mortos na madrugada desta sexta-feira (30), na Rodovia dos Imigrantes, nas proximidades do Trevo de Bonsucesso, em Várzea Grande.

Eles eram moradores da região do Praeirinho, em Cuiabá, e reincidentes em crimes patrimoniais, além de possuir extensa ficha criminal. Suspeita-se que o grupo fazia parte de uma organização criminosa que agia em roubos a residências e comércios. Os suspeitos já foram presos em uma operação que revelou que eles chegavam a “alugar” armas de fogo para outros bandidos da Capital.

A informação divulgada pela Polícia Militar é de que quatro bandidos planejavam um roubo em uma chácara na região de Bonsucesso. Eles estavam em um HB20, foram interceptados e reagiram a abordagem. Sendo assim, houve o suposto confronto e dois ainda tentaram correr para o matagal. Entretanto, foram atingidos e morreram.

O comandante da Força Tática de Cuiabá, tenente-coronel Osmário Oliveira Júnior, explicou que as equipes foram checar a informação por volta das 4h da madrugada.

“As equipes fizeram um bloqueio, buscando identificar o veículo suspeito. No momento da abordagem, houve confronto […] Todos não portavam documentos, com exceção de um deles, que usava tornozeleira eletrônica. Foi possível fazer a identificação e descobrir que ele tinha uma série de passagens [criminais] como roubo, porte ilegal de arma e cárcere privado”, afirma.

Fonte: Olhar Direto

Continue Reading
Advertisement
Comments