fbpx
Connect with us
ads

Polícia

Delegado é detido com sinais de embriaguez ao ser parado em blitz em Cuiabá

Published

on

Um delegado aposentado foi detido com sinais de embriaguez durante uma blitz no Bairro Jardim Petrópolis, em Cuiabá, na madrugada desta quinta-feira (7). Segundo a Polícia Civil, Marco Antônio Alves Fonseca, de 61 anos, se negou a fazer o teste do bafômetro durante a abordagem.

g1 tenta localizar da defesa do delegado.

De acordo com a polícia, Marco Antônio também teve o veículo, um Jeep Compass, apreendido. Na Central de Flagrantes, ele pagou fiança e foi liberado.

Por lei, a multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No entanto, a polícia não informou o valor pago pelo delegado.

Ainda durante a operação Lei Seca, outros sete motoristas foram detidos por embriaguez ao volante.

Os policiais apreenderam 45 carros e 11 motos irregulares.

Embriaguez ao volante

O condutor que se recusar a soprar o bafômetro poderá ser penalizado com a multa e com a suspensão automática do direito de dirigir.

Tanto o valor da multa como o prazo de suspensão da CNH são os mesmos do que os aplicados para quem dirige sob efeito de álcool: o valor final a ser pago será de R$2.934,70 e o prazo de suspensão é de 12 meses.

No momento do teste de bafômetro, o condutor que apresentar índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido (mg/l) é preso, paga a multa, tem a CNH suspensa e responde por crime. A pena é de detenção de seis meses a três anos.

Quando a quantidade de álcool detectada for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem CNH retida e paga a multa.

Fonte: G1

Continue Reading
Advertisement
Comments