fbpx
Connect with us
ads

Estados

Eletricidade foi restabelecida em 10 municípios do Amapá, diz Governo Federal

Published

on

Dos 13 municípios do estado do Amapá afetados pelo incêndio na subestação de Macapá no último dia 3 de novembro, 10 tiveram a energia elétrica restabelecida até o fim de semana. O Governo Federal, sob a orientação do Presidente Jair Bolsonaro, dá total suporte às autoridades locais e às necessidades da população.

No sábado (7), o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, visitou a subestação danificada pelo incêndio. Em seguida, reuniu-se, na sede do governo do estado do Amapá, com representantes de instituições estaduais e federais (da área jurídica, inclusive), que estão atuando nas ações de restabelecimento da energia.

Também no sábado, navios da Marinha e aviões da Força Aérea começaram a chegar a Macapá, levando geradores, combustíveis, profissionais de saúde e alimentos. Militares do Exército ampliaram a atuação no estado. As ações fazem parte da Operação Amapá, ativada pelo Ministério da Defesa, para coordenar o emprego das Forças Armadas no apoio às ações decorrentes da falta de energia no local.

Os aviões C-130 Hércules e KC-390, da FAB, até o momento, já transportaram para Macapá seis geradores. Na sexta (6), as aeronaves já haviam levado para o Amapá dois geradores, uma carreta e um trator para transporte dos geradores. No total, as aeronaves da FAB já entregaram em Macapá cerca de 29 toneladas de material.

Os Navios Auxiliar Pará e Patrulha Guanabara, do Comando do 4º Distrito Naval, devem chegar, nesta segunda-feira (9), na cidade de Santana (AP). Já o Navio de Desembarque Multipropósito Bahia, da Esquadra Brasileira, tem previsão de chegada na área do Amapá a partir de quarta-feira (10). Eles transportam profissionais de saúde (entre médicos e dentistas), mergulhadores e cerca de 150 Fuzileiros Navais, além de gêneros alimentícios, medicamentos e combustíveis. Após o desembarque do material, combustível e pessoal, o Navio Auxiliar Pará retornará a Belém, para promover o transporte de 70 toneladas de material oferecido pelo Governo do Pará. A carga deve ser entregue no Amapá a partir de quinta-feira (12).

Dois helicópteros Super Cougar, da Marinha, já estão disponíveis no Aeroporto de Macapá para prestar apoio de transporte de pessoal e de material. No fim de semana, apoiaram as inspeções feitas pelo ministro de Minas e Energia e comitiva.

O Exército Brasileiro já emprega atualmente 360 militares e 12 viaturas na operação. O Comando da 22ª Brigada de Infantaria de Selva permanece envolvido nas seguintes ações: apoio no transporte de combustíveis aos hospitais estaduais e municipais da capital e do município de Santana; distribuição de água e montagem de cestas básicas, em conjunto com a Defesa Civil; apoio na instalação de geradores nos laboratórios e clínicas de tratamento da Covid-19; montagem de alojamentos; e, mediante coordenação, apoio em outras necessidades dos órgãos de Defesa Civil do Amapá que estarão atuando na operação.

Linha do tempo

• Em 3/11, incêndio em subestação localizada em Macapá (AP) causou a interrupção no fornecimento de energia de 13 dos 16 municípios do Amapá.


• Em 4/11, o Ministério de Minas e Energia implantou um gabinete de crise. A Prefeitura de Macapá decretou estado de calamidade pública na capital em virtude do apagão. Além disso, o prefeito anunciou a disponibilização de seis carros pipas e emitiu novo decreto autorizando o funcionamento 24 horas de postos de combustíveis (que podiam funcionar, antes, somente das 6h às 22h, em função das restrições impostas pelo combate à Covid-19).


• Em 6/11, o governo estadual decretou estado de emergência em 13 municípios e elencou formalmente via ofício as demandas prioritárias a serem apreciadas pelo Gabinete de Crise.


• Desde a madrugada de 7/11, o fornecimento de energia vem sendo parcialmente restabelecido. Na tarde de 7/11, a Justiça Federal da 1ª Região determinou que a empresa Isolux, companhia responsável pela subestação atingida pelo incêndio, restabeleça completamente o fornecimento de energia no estado do Amapá em até três dias, sob pena de multa.


• Em 8/11, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) divulgou cronograma de racionamento de energia até que o fornecimento de eletricidade seja completamente restabelecido. Equipes da Eletronorte foram destacadas para auxiliar nos trabalhos. A empresa foi autorizada a contratar, de forma emergencial, 60MW de unidades geradoras termelétricas para restabelecer o fornecimento de energia na região.

Fonte: Governo Federal

Continue Reading
Advertisement
Comments