fbpx
Connect with us
ads

Geral

Embaixadores internacionais vão conhecer de perto o trabalho do Governo Federal na Amazônia

Published

on

A partir desta quarta-feira (4), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, acompanhado de ministros e embaixadores de outros países, vão visitar a Amazônia. A viagem vai ocorrer de 4 a 6 de novembro, e o grupo vai às cidades de Manaus, São Gabriel da Cachoeira e Maturacá, todas no estado do Amazonas. O anúncio foi feito por Hamilton Mourão, nesta terça-feira (3), após a 3ª reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal.

Segundo Hamilton Mourão, que preside o Conselho, a viagem tem como objetivo proporcionar aos chefes de missões diplomáticas a oportunidade de conhecer a realidade amazônica, as áreas desmatadas e não desmatadas, e o trabalho implementado pelo Governo Federal para preservar a região.

“Nós vamos sobrevoar a região da BR-163, onde nós sabemos que existem cicatrizes de queimadas, existem áreas de desmatamento, existem áreas de garimpos ilegais. Nós vamos passar por cima desses locais, sobrevoar, de modo que os embaixadores vejam o que está acontecendo. E, a partir dali, nós vamos mostrar também um aspecto da Amazônia, vamos dizer assim, consolidada, no entorno da região de Manaus, e, chegando finalmente, na Amazônia profunda, lá no noroeste da Amazônia, na Cabeça do Cachorro, para que eles vejam o estado que se encontra aquela área de selva, bem como o atendimento feito às populações indígenas”, disse o vice-presidente.

O Conselho Nacional da Amazônia Legal é integrado por 14 ministérios, além da vice-presidência da República. Ele foi criado em 1995 e reativado no início deste ano pelo Presidente Jair Bolsonaro para coordenar os projetos desenvolvidos em cada pasta voltados à proteção e defesa da Amazônia Legal.

Durante a viagem, a ideia é que os ministros mostrem aos embaixadores os projetos desenvolvidos na região. Por exemplo, o Ministério da Saúde apresentará as ações de apoio à saúde indígena. Já o Ministério da Justiça, defenderá que a proteção da floresta está lidada à repressão de crimes ambientais.

Está prevista a participação dos seguintes chefes de missões diplomáticas na viagem à Amazônia: África do Sul, Espanha, Peru, Colômbia, Canadá, Suécia, Alemanha, Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), União Européia, Reino Unido, França e Portugal.

Próximas reuniões do Conselho

A partir da próxima semana, o vice-presidente, Hamilton Mourão, anunciou que o Conselho Nacional da Amazônia vai realizar reuniões com os diferentes ministérios e, juntos, traçar metas prioritárias para a redução do desmatamento na região. Essas metas traçadas serão disponibilizadas em um documento chamado Contrato de Objetivos.

“O que é o Contrato de Objetivos? Nada mais, nada menos, dizer o seguinte: No ano que vem, em relação ao desmatamento, nós vamos fazer isso, isso e isso. Em relação a regularização fundiária, nós vamos fazer isso, isso e isso. E isso será amplamente divulgado para que sejamos cobrados caso a gente não consiga cumprir aquilo que estamos propondo”, disse o vice-presidente.

Hamilton Mourão também reforçou a importância de o Conselho, dentre outras coisas, buscar, cada vez mais, o fortalecimento de órgãos de fiscalização ambiental; ordenar a ocupação do território com regularização fundiária; incentivar atividades no campo da bioeconomia; e informar a sociedade brasileira sobre a realidade amazônica e os resultados obtidos.

Fonte: Governo Federal

Continue Reading
Advertisement
Comments