fbpx
Connect with us
ads

Destaque

Empresária itaitubense que perdeu os movimentos após acidente, mostra superação em sua rede social

Published

on

Leila Piton, começou a postar diariamente seus desafios e conquistas durante o período de recuperação no Instagram. Ela sofreu um grave acidade automobilístico em julho de 2020.

empresária itaitubense do ramo culinário, Leila Piton Soares Almeida,de 35 anos, que há exatos três meses sofreu um acidente automobilístico, na BR-163, no município de Rurópolis, começou a compartilhar em suas redes sociais a sua história de superação. O acidente ocorreu em 28 de julho, onde Leila ficou tetraplégica e hoje realiza sessões terapêuticas para que possa restabelecer todos os movimentos do seu corpo.

Leila teve que ficar internada durante dias no Hospital Municipal de Santarém (HMS), aguardando por um leito no Regional do Baixo Amazonas (HRBA), o que foi possível no dia 04 de agosto, sete dias após o acidente. Na unidade regional, Leila precisou realizar uma procedimento cirúrgico para recolocar as vertebras que sairam do lugar com o choque do acidente. As vertebras estão sendo seguradas por um pino.

No acidente, que teria ocorrido após um dos pneus do carro estourar, Leila estava dormindo no banco de trás do veículo e foi arremessada para fora do automóvel. O carro capotou várias vezes.

No seu perfil do Instagram, a empresária mostra seus desafios diários e conquistas alcançadas durante esse período de recuperação, que teve inicío em agosto, logo após receber alta médica do HRBA.
Em uma das postagens, Leila relata que os médicos que realizaram sua cirurgia diziam que ela nunca mais iria andar e o máximo que poderia evoluir era uns 15%. “Os anjos da fisioterapia, como os chamo, me deram todo o apoio e uma esperança de que com as sessões de fisioterapia e a minha força de vontade o meu diagnóstico seria outro. E sim, meu diagnóstico está mudando”, diz Leila.

Perguntado sobre o que a motivou a compartilhar nas suas redes socias a sua recuperação, Leila conta que, a intenção é postar tudo o que aconteceu desde o começo, toda a sua desenvoltura, todo o seu esforço na nova caminhada. Além de disso, afirma que sempre teve a vontade de compartilhar, mas estava esperando a hora certa. “Muitas pessoas mandavam mensagem de apoio e força e por esse motivo eu via a necessidade de mostrar o meu recomeço”, relata.

“Minhas sessões de fisioterapia estão sendo primordial para o meu resultado, já que os médicos deixaram bem claro que eu jamais iria andar”, relata Leila.

Atualmente, Leila realiza sessões fisioterapêuticas na cidade de Santarém, e afirma que os fisioterapeutas, Drº Marcos Gadelha, Dra Paula Almeida e Dra Danielly Leal, deram a ela total esperança de que um dia voltará a andar. “Após disso passei a apreciar ainda mais essa incrível área da fisioterapia e esses profissionais, que tira suas dores com amor”.

Fonte: Portal Giro

Continue Reading
Advertisement
Comments