fbpx
Connect with us
ads

Geral

Enfermeira é afastada após empurrar mãe com criança no colo em Cuiabá

Published

on

Uma mãe que esperava atendimento médico para o filho na Policlínica do bairro Pedra 90, em Cuiabá, foi empurrada com a criança no colo, por uma enfermeira da unidade, nessa quinta-feira (23). Vídeo feito por um outro paciente mostra toda a situação (veja no fim da matéria).

Segundo a Polícia Militar, uma guarnição foi acionada para ir até o local onde estaria acontecendo um desentendimento. Os agentes foram recebidos pela enfermeira G. e ela informou trabalhar na triagem da policlínica.

A enfermeira relatou que, após realizar a triagem dos pacientes que estavam aguardando, o sistema de forma automática classificou todos como risco “verde”, significando que não havia nenhum paciente urgente.

A funcionária teria ido até a recepção e, quando retornava para sua sala, a mãe de um menino, R., estava na porta da sala com o filho no colo e começou a reclamar da demora no atendimento. A funcionária, então, explicou sobre o sistema de classificação e a mãe da criança continuou a desacatá-la, fazendo ameaças e bloqueando a entrada da enfermeira em sua sala. Para poder passar, a enfermeira empurrou a mulher.

Em conversa com os policiais, a vítima informou que chegou por volta das 12h e que até as 15h seu filho não havia sido atendido. Então, foi até a sala de triagem, viu a funcionária sem atender ninguém e questionou sobre a demora. Confirmou ainda que permaneceu na frente da sala da enfermeira para não deixá-la entrar.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informa que a enfermeira foi afastada das funções e que situação como a que a servidora protagonizou “não são toleradas”.

Situações como a ocorrida nesta quinta-feira (23), na Policlínica do Pedra 90, não são toleradas. Por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, a secretária municipal de Saúde, Suelen Alliend, já pediu que fizessem o despacho para afastar a servidora e imediata abertura de sindicância para apurar os fatos. A secretária conversou por telefone com o avô da criança, sr. Reginaldo, e se desculpou em relação ao ocorrido, colocando-se à disposição da família e informou acerca das providências tomadas. A secretária pede desculpas pelo ocorrido à cidadã agredida e à toda população atendida pela rede pública municipal e reitera que esta não é a política de atendimento preconizada por esta gestão.

As duas mulheres foram conduzidas até a Central de Flagrantes, onde foi registrado boletim de ocorrência.

Veja o vídeo

Fonte: Repórter MT

Continue Reading
Advertisement
Comments