fbpx
Connect with us
ads

Geral

Festas e aglomerações varam a madrugada e se estendem até a manhã desta terça-feira no Rio

Published

on

No Vidigal, evento de música eletrônica reunia centenas às 6h30. Na Praia do Leblon, no meio da areia, um grupo festejava por volta das 6h.

Pela quinta noite seguida neste carnaval, o Rio de Janeiro teve festas clandestinas e aglomeração de pessoas sem máscara, apesar dos esforços da prefeitura em tentar impedir esses eventos.

Muitas das festas atravessaram a madrugada e continuavam com dia claro, já na manhã desta terça-feira (16).

Era o caso de um restaurante-boate no alto do Morro do Vidigal, na Zona Sul. Às 6h30, centenas de pessoas se apinhavam em diferentes pistas de dança.

Desde o início do ano, esses espaços estão interditados pela Prefeitura do Rio, e casas noturnas só podem funcionar com clientes sentados.

O Globocop fez imagens de três andares praticamente sem espaço livre, tamanha a lotação da boate.

A TV Globo apurou que a casa já tinha sido notificada pela prefeitura por desrespeitar as normas na pandemia.

O fim de semana no Vidigal também teve aglomeração. Vários bares estavam cheios, e na madrugada de domingo teve show com casa lotada.

Festa no Vidigal na manhã desta terça (16) — Foto: Reprodução/TV Globo

O Bom Dia Rio também percorreu, desde a noite de segunda-feira (15), pontos onde, ao longo do feriado, cariocas se reuniram sem respeitar o distanciamento social.

Mais uma vez, points boêmios como as ruas Olegário Maciel, na Barra, e Dias Ferreira, no Leblon, estavam lotados.

A Olegário Maciel chegou a engarrafar por volta da 1h — e muita gente bebia no meio da rua.

Aglomeração na noite de segunda-feira (15) na Rua Olegário Maciel, na Barra — Foto: Reprodução/TV Globo

Perto da Dias Ferreira, na Praia do Leblon, no meio da areia, um grupo festejava por volta das 6h.

Segundo a secretaria de Ordem Pública (Seop), o Leblon é um dos bairros com o maior número de autuações por aglomeração nesse fim de semana.

Continue Reading
Advertisement
Comments