fbpx
Connect with us
ads

Geral

Funcionário de hospital acusado de estuprar paciente em MT diz que denúncia é caluniosa

Published

on

Acusado de estupro, um profissional de saúde, de nome e idade não revelados, registrou um boletim de ocorrência negando ter abusado sexualmente de uma paciente no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), em Mato Grosso. Segundo ele, a denúncia da suposta violência sexual “aparenta ser caluniosa” e tem trazido sofrimento para ele e sua família.

A situação teria ocorrido na madrugada do último sábado (17), porém foi registrado apenas na tarde de domingo (18). A vítima relatou que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na companhia de um homem “moreno e forte”, segundo ela, logo após acordar, o suspeito estava levantando o lençol com o qual estava coberta e depois ele teria colocado as mãos próximas à genitália da paciente. Estranhando a atitude do profissional, a mulher disse que questionou a ele, que respondeu que se tratava de um procedimento normal e aplicou um medicamento nela que a fez dormir rapidamente.

Já no dia seguinte, pela manhã, a mulher contou ter sentido um desconforto e dor quando tentava se sentar na maca. No período noturno, quando fazia a higienização para retirar a fralda geriátrica, percebeu que havia sangue e outros fluidos estranhos na fralda. Diante disso, ela chamou a equipe de enfermagem e denunciou o caso.

Por outro lado, o profissional de saúde que ficou sabendo da denúncia na segunda-feira. No mesmo dia, ele procurou uma delegacia e informou que “recebeu” o plantão no dia 16 de outubro, realizou os pedidos do posto e foi à farmácia para buscar as medicações.

Depois disso, ele disse ter retornado à UTI e iniciou as avaliações dos pacientes. Na sequência, ele alega que foi ao leito da vítima e levantou o lençol que a cobria. A justificativa seria que ele queria avaliar o estado geral dela e onde estavam os dispositivos como avp e sondas. Neste período, a vítima acordou.

Após o trabalho, o homem alegou que cobriu a paciente novamente, retornou para o posto de enfermagem e passou o plantão para a supervisora. Logo depois, ele disse que foi embora.

“Sendo assim, quero informar do importuno e da gravidade que essas notícias estão trazendo transtorno e sofrimento para mim e para minha família. Minha imagem sempre foi limpa e sem qualquer tipo de processos seja eles qual for, e que as informações divulgadas pioram a gravidade da situação com informações que deixam a entender que foi realmente a minha pessoa que praticou o ato”, disse o profissional de saúde no boletim de ocorrência.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM).

Paciente transferida

No último domingo, após ter denunciado que foi estuprada no Hospital Municipal de Cuiabá, a paciente foi transferida para o Hospital Santa Casa.

Redação 163 Notícias/ Híper Notícias

Continue Reading
Advertisement
Comments