fbpx
Connect with us
ads

Geral

Homem é mantido em cárcere, torturado por 15 dias e obrigado a lançar droga em cadeia de MT

Published

on

Um homem de 25 anos, de nome não revelado, que havia sido preso durante as investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis, na região sudeste do estado de Mato Grosso, foi mantido em cárcere e torturado durante 15 dias por membros de uma facção criminosa. Posteriormente, foi obrigado a lançar drogas dentro da Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa (Mata Grande), por ter habilidade com drones.

Durante a ação, quatro pessoas foram presas e um adolescente de 16 anos apreendido. Todos são acusados de integrar uma organização criminosa e também cometer outros crimes como cárcere privado, tortura e tráfico de drogas.

Os investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis chegaram às prisões após monitorar um homem suspeito de praticar tráfico de droga. Durante vigilância, os policiais notaram quando o carro com o suspeito e mais um passageiro seguiu rumo a uma estrada vicinal que dá acesso aos fundos da penitenciária.

Ao realizar a abordagem ao veículo, o condutor tentou fugir da equipe policial, mas acabou batendo o carro em um barranco e os dois saíram a pé em fuga em direção ao matagal. Apesar da resistência, a dupla foi contida pelos policiais.

No carro em que a dupla estava, foram localizados aparelhos celulares, porções de entorpecentes e um drone, que os dois confessaram que seriam jogados para dentro da unidade prisional. Um deles foi identificado como líder do grupo responsável por lançar os celulares e entorpecentes para a penitenciária.

Conforme a apuração policial, um dos suspeitos presos, de 25 anos, apresentava sinais claros de tortura. De acordo com a investigação, ele permaneceu por um período de, aproximadamente, 15 dias em cárcere privado em uma casa no Jardim Paiaguás sendo espancado, porque faria parte de um grupo rival.

Ele também teria sido coagido a ‘colaborar’ com os criminosos rivais porque sabia operar drones. O grupo que cometeu a tortura era composto por três adultos e um adolescente.

Fonte: Olhar Direto

Continue Reading
Advertisement
Comments