fbpx
Connect with us
ads

Geral

Homem é preso por matar a filha de dois meses após descobrir traição da esposa com o irmão em MS

Published

on

A Delegacia de Polícia de Miranda teve conhecimento, no dia 7 de abril deste ano, de que uma criança de menos de três meses de idade teria vindo a óbito, no hospital local, após servidores responsáveis pelo atendimento informarem que não havia causa explícita para o falecimento, mas que a criança estava desnutrida e apresentava uma lesão na bochecha no lado esquerdo.

O genitor da vítima, inicialmente, relatou que a lesão era proveniente de uma brincadeira entre a vítima e o irmão de três anos. Diante dos fatos, a criança foi submetida a exame de corpo de delito, sendo que o respectivo laudo necroscópico concluiu que a causa da morte teria sido choque respiratório agudo causado por asfixia mecânica aguda por provável obstrução das vias aéreas superiores.

Em diligências investigativas, a Polícia Civil juntou elementos de informação que indicavam que o genitor da vítima, dias antes do falecimento desta, teria a agredido com socos na face e, na noite anterior ao fato, desferiu socos em suas costas.

Diante das informações, levando-se em conta a garantia da instrução criminal, bem como o fato do suspeito possuir outro filho de 3 anos, a autoridade policial de Miranda representou por sua prisão preventiva. Após o deferimento da prisão preventiva, o respectivo mandado de prisão foi cumprido na última quinta-feira (2).

Em seu interrogatório, o genitor da vítima confessou que, por conta de uma discussão com sua esposa, genitora da vítima, teria desferido socos nas costas da criança de 2 meses, bem como enforcado a mesma por alguns minutos. O indiciado informou ainda que, há alguns meses, descobriu uma traição de sua esposa com seu irmão e que, no dia do óbito da criança, sua cônjuge lhe disse que a vítima não era sua filha, mas sim deste irmão.

Com isso, o suspeito disse que ficou muito irritado e desferiu murros nas costas da vítima e depois a enforcou. Em relação à desnutrição, o indiciado ainda relatou que a criança não recebeu os devidos cuidados por parte de sua genitora e que ambos tinham medo de levar a criança no hospital, com receio de que o Conselho Tutelar fosse acionado e, consequentemente, fossem presos e perdessem a guarda da criança.

O autor foi indiciado pelo crime de feminicídio e está custodiado à disposição da Justiça.

Delegacia de Miranda (MS) — Foto: O Pantaneiro

Fonte: Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso do Sul

Continue Reading
Advertisement
Comments
Advertisement