fbpx
Connect with us
ads

Geral

Homem que foi morto em Colniza-MT é o mesmo que matou mulher com tiro no rosto em Vilhena-RO

Published

on

Nessa última semana , um homem identificado como Adilson Caranhato, de 37 anos, de 37 anos, foi morto a tiros na região da cabeça no distrito de Três Fronteiras em Colniza (MT), e seu caso ganhou repercussão depois que seu animal de estimação permaneceu ao lado do corpo até a chegada da polícia civil e perícia oficial. 

Adilson é acusado de ter assassinado sua esposa Andréia Lopes, na época com 35 anos, na zona rural de Vilhena, no estado de Rondônia, no ano de 2015.  No link da reportagem do site Folha do Sul Online, a sobrinha da mulher morta fez o seguinte comentário da morte de Adilson: “Da mesma forma que ele assassinou minha tia ele tbm foi assassinado. Tenho dó do cachorro”, escreveu. 

Andréia Lopes foi morta com um tiro no rosto em um sítio na Gleba Iquê, a cerca de 50 km da cidade, na divisa com o município de Juína (MT).  O marido dela, Adilson Caranhato, se apresentou à polícia no dia seguinte e disse que matou a esposa para defender o filho.

Adilson contou aos policiais, em seu depoimento, que não teve a intenção de matar a esposa, porém ela havia ingerido bebida alcoólica ao longo do dia e que em certo instante, já alterada pela bebida, teria corrido atrás do filho do casal com um facão, momento em que supostamente para salvar o menino, teria pegado a espingarda e disparado contra ela. 

Adilson respondeu o processo em liberdade e sequer estava presente quando foi julgado e absolvido do assassinato da esposa em 2018, três anos depois do crime. Com informações do Folha do Sul Online.

Redação 163/ Juína News

Continue Reading
Advertisement
Comments