Maia afirma que Congresso Nacional quer adiamento do Enem 2020

12

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou hoje, terça-feira (19) que há consenso no Congresso Nacional para o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020.

“O ambiente nas duas Casas é pela aprovação do decreto legislativo. Melhor que viesse uma decisão do presidente (Jair Bolsonaro) antes, para não parecer que foi uma coisa contra o governo”, disse em coletiva de imprensa.

Maia argumentou que o adiamento do Enem é uma “demanda que vem de todo o Brasil, de muitas famílias” e defendeu que é a “decisão correta”.

O presidente da Câmara dos Deputados lembrou, também, que conversou com Bolsonaro na semana passada. Na ocasião, pediu que o presidente analisasse o adiamento do exame. “Ele (Bolsonaro) ficou sensível a ideia, mas até agora não tem uma posição definitiva”, disse.

Maia contou, ainda, que o adiamento do Enem tem sido um tema trabalhado pelo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, mas que até então não tinha uma posição do governo federal.

A matéria será analisada na tarde desta terça pelo Senado Federal. De autoria da senadora Daniela Ribeiro (PP-PB), o projeto prevê a prorrogação automática de prazo para provas, exames e demais atividades de acesso ao ensino superior em caso de reconhecimento de estado de calamidade. O estado de calamidade foi decretado em todo o país até 31 de dezembro em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Inicialmente, está prevista para os dias 1º e 8 de novembro a versão impressa do Enem. Já a aplicação das provas digitais foi alterada para os dias para os dias 22 e 29 do mesmo mês.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui