fbpx
Connect with us
ads

Polícia

“Mandraka” é ouvida e diz não saber motivo de emboscada em MT

Published

on

A jovem Monique Araújo Neres, de 18 anos, conhecida como “Mandraka”, afirmou à Polícia não saber as razões de ter sido alvo de seis tiros, no dia 7 de junho em Cáceres.

Ela foi ouvida informalmente pela Polícia, no Hospital Regional de Cáceres. Preliminarmente, afirmou “não saber de nada”, no entanto, esse ainda não é o depoimento oficial do inquérito.

Monique levou seis tiros enquanto estava com as amigas em uma lanchonete da cidade. As outras duas mulheres não se feriram no ataque.

Desde a tentativa de execução, a jovem está internada na unidade e seu estado é considerado estável, uma vez que nenhum dos disparos atingiu órgãos vitais.

Foram duas perfurações no pescoço e uma perto do ouvido, que inspirou cuidados devido ao inchaço na cabeça. As demais balas atingiram os membros da jovem.

A principal linha de investigação aponta para uma guerra entre as facções PCC (Primeiro Comando da Capital) – ao qual Mandraka teria ligação, e o CV (Comando Vermelho). 

O nome dela consta em dois boletins de ocorrência quando ainda era menor de idade, por crimes por receptação, direção perigosa e tráfico de drogas.

O delegado Marlon Richer Nogueira está a frente do inquérito e Polícia Civil segue investigando o caso.

Criminosos presos e a investigação

Dois criminosos, um deles o atirador, foram presos pela Força Tática e confessaram que estavam na cidade para fazer o serviço de matar Monique. Ela seria membro de uma facção rival à da dupla.

Logo após a tentativa de homicídio, a Polícia Militar foi acionada e iniciou as buscas para localizar o autor do crime.

Foi identificado que ele havia fugido em uma motocicleta vermelha conduzida por um comparsa. Com essas informações da Força Tática conseguiu encontrar a dupla.

Após perseguição e troca de tiros a dupla foi presa. Eles informaram que eram de Juara e estavam na cidade para fazer o “serviço” de matar um membro de uma facção rival.

Fonte: Mídia News

Continue Reading
Advertisement
Comments