fbpx
Connect with us
ads

Estados

PF no Pará encontra 85 kg de cocaína em casco de navio graneleiro que ia para a Grécia; VÍDEO

Published

on

Depois de denúncia anônima em Santarém, no oeste do Pará, a Polícia Federal apreendeu cerca de 85 kg de cocaína escondidos no lado externo de um navio graneleiro que tinha como destino a Grécia. A apreensão ocorreu na tarde de segunda-feira (5) e foi divulgada pela PF nesta terça-feira (6). Mergulhadores do Corpo de Bombeiros auxiliaram na operação para retirar a droga acoplada ao navio.

Conforme a Polícia Federal, as investigações iniciaram após a denúncia de suposto tráfico internacional de drogas no qual uma quadrilha faria uso de mergulhadores para acondicionar a droga em cascos de navios com destino a outros países.

Os 85 kg de drogas estavam armazenados em dois grandes sacos pretos, fechados de maneira a vedar a entrada de água, e escondidos na “Caixa de Mar”, ou “Sea Chest”, de navio de cargas de bandeira das Ilhas Marshall.

Esse compartimento é uma abertura que existe no casco do navio que fica sempre abaixo da linha de flutuação, ou seja, submerso, e que permite a entrada e saída de água necessários para o funcionamento de alguns componentes do navio.

As embalagens foram apreendidas e levadas para a Delegacia de Polícia Federal em Santarém, passaram por análise de peritos da Unidade Técnico-científica (Utec) da Polícia Federal.

Os peritos encontraram 70 tabletes contendo uma substância branca dentro das embalagens. O teste preliminar aplicado pela perícia resultou positivo para cocaína.

Duas pessoas presas

Ainda em diligência na noite de segunda-feira, uma equipe da Polícia Federal abordou um ônibus de viagem na Rodovia Federal BR-163 e efetuou a prisão de dois homens suspeitos de integrar o grupo criminoso. Os homens estavam saindo de Santarém e tinham como destino final a cidade de Belém, capital do Pará.

Entre os presos havia um homem de nacionalidade brasileira e outro homem de nacionalidade albanesa. Ambos foram conduzidos à Delegacia da PF onde a autoridade policial lavrou a prisão em flagrante de ambos pelos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/2006. No total, 5 aparelhos celulares foram apreendidos com os presos e ainda serão periciados e analisados.

A Polícia Federal continua realizando novas diligências nesta terça-feira e as investigações sobre o caso estão em andamento. Fonte: G1

Continue Reading
Advertisement
Comments