fbpx
Connect with us
ads

Polícia

Polícia Civil abre inquérito para investigar mortes de criminosos em confronto em MT

Published

on

O delegado Marcel Gomes de Oliveira, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) instaurou, nesta quarta-feira (4), um inquérito policial para investigar as mortes de quatro criminosos durante um confronto com policiais da Força Tática. O fato aconteceu na manhã de sexta-feira (30), na Rodovia dos Imigrantes, no Trevo do Bonsucesso, em Várzea Grande.  

De acordo com a Polícia Militar, Deyverson Ferreira de Oliveira Motta, 29 anos, Kaio Henrique Miranda de Araújo, 25 anos, Fagner Morais dos Santos, e Frank Aparecido Soares Viana, estavam na região para cometerem roubos. Com eles, os agentes apreenderam quatro armas, sendo três revólveres e uma pistola. Eles estavam em um veículo HB20. 

Após as mortes, Marcel determinou a abertura do inquérito policial. A Corregedoria da Polícia Militar também instaurou um inquérito policial militar (IPM) para apurar a conduta dos militares. 

Passagens criminais dos mortos

Kaio era monitorado por tornozeleira eletrônica. Ele chegou a ser preso em 2016 ao tentar roubar uma agência do Banco Sicredi, na cidade de Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá). Além disso, foi alvo de uma operação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). A ação policial investigava um grupo criminoso que roubava casas e comércios.  

Deyverson conduzia o HB20, onde os criminosos estavam. O condutor já foi preso por roubo.  Já Fagner e Frank não tiveram as fichas criminais reveladas.   

O fato   

O grupo, segundo a Polícia Militar, pretendia cometer crimes na região. Diante disso, os PMs fizeram cerco e deram ordem para que o motorista parasse. Entretanto, o grupo reagiu à abordagem e atirou na direção dos militares.   

Por sua vez, os PMs revidaram a ação criminosa e atiraram diversas vezes no carro. Os bandidos não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local. Com os criminosos, os policiais encontraram três revólveres e uma pistola.    A Polícia Militar informou que dois dos criminosos era monitorado por tornozeleira eletrônica. Um deles tinha várias passagens criminais por crime de roubo, porte ilegal de arma de fogo e cárcere privado. O nome do ladrão não foi informado.

Fonte: Híper Notícias

Continue Reading
Advertisement
Comments