fbpx
Connect with us
ads

Geral

Secretário de Esportes é exonerado de cargo por ser suspeito de agredir a amante em cidade no interior de MT

Published

on

O secretário municipal de Esporte, Hueliton Mendes Rodrigues, foi exonerado pela Prefeitura de Nova Ubiratã, nesta segunda (30), após ser apontado como suposto autor da agressão de uma mulher (não identificada), que seria sua amante, na noite da última sexta (26). Ele não procurou a delegacia para prestar esclarecimentos. Seu paredeiro segue desconhecido.

Este não é o primeiro episódio de agressão por parte de Hueliton. Informações da imprensa local apontam que, em dezembro do ano passado, ele agrediu a esposa e responde a um processo por violência doméstica. No sistema do Tribunal de Justiça, também consta um processo por difamação.

Por volta das 23h20 da última sexta, a Polícia Militar atendeu uma ocorrência de briga entre Hueliton e a suposta amante, no Centro de Nova Ubiratã. A vítima sangrava pelo nariz, reclamava de dor no braço esquerdo e tinha muitas escoriações. O ex-secretário fugiu depois das agressões e não foi localizado até então.

Segundo a ocorrência policial, a mulher disse que tinha um relacionamento com Huelinton e que, há dias, tentava terminá-lo. Mas ele vinha ameaçando-a, pois não aceitava. Na noite de sexta (26), ela foi surpreendida pelo ex-secretário ao sair de casa e foi agredida com socos e chutes.

Após ver a agressão, vizinhos separaram Hueliton, que fugiu. A vítima foi encaminhada para uma unidade de saúde do município. Em rondas, a PM não conseguiu localizá-lo.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o delegado Nilson Farias está ouvindo testemunhas e diligências estão sendo feitas para localização do suspeito, assim como coleta de provas.

A Prefeitura de Nova Ubiratã esclarece que a exoneração ocorreu assim que foi comunicada do caso. “A medida foi adotada para garantir total transparência e isonomia no procedimento que apura os possíveis crimes a ele imputados. A idoneidade moral é requisito obrigatório para aqueles que se dedicam a vida pública. Qualquer comportamento contrário a esse preceito deve ser combatido veementemente e, quando comprovada a culpa, punido de forma exemplar”, disse em nota.

Fonte/ Créditos: RD News

Continue Reading
Advertisement
Comments