fbpx
Connect with us
ads

Geral

Sistema penitenciário registra 236 casos de Covid-19 e três mortes em decorrência da doença em MT

Published

on

Dos que foram diagnosticados, 145 são presos das penitenciárias e 91 são agentes prisionais ou outros servidores do sistema penal. Um servidor e dois presos morreram com a doença.

O sistema penitenciário de Mato Grosso já registrou 236 casos de Covid-19, até o último domingo (5), segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp). Dos que foram diagnosticados, 145 são presos das penitenciárias e 91 são agentes prisionais ou outros servidores do sistema penal.

Até esta data, um servidor e dois presos morreram com a doença.

Além disso, 136 servidores estão em quarentena, por estarem com suspeita do novo coronavírus e 55 presos aguardam o resultado dos exames feitos. Por enquanto, todos estes são tratados como casos suspeitos. Já foram testados outros recuperados e servidores e 449 deles testaram negativo para a doença.

As atividades no Sistema Penitenciário foram interrompidas no dia 20 de março, período em que foram iniciadas as restrições de locomoção e prestação de serviços, para evitar aglomeração de pessoas. As normas são para as 52 unidades penais do estado e foram prorrogadas por período indeterminado, enquanto durar a pandemia.

Em Mato Grosso já foram registrados 26,3 mil casos de Covid-19 e 961 mortes em decorrência da doença.

Por causa disso, outras medidas foram adotadas, como a suspensão do transporte de presos para realização de audiências, suspensão de atividades de assistência religiosa e capelania dentro das unidades penais escolares, suspensão de ministração de cursos profissionalizantes e do trabalho extramuro, entre outras medidas.

  • Últimas notícias sobre o novo coronavírus em MT

Apesar das suspensões de visitas, são autorizadas as entradas de medicamentos e materiais de higiene para os presos. Em todas as unidades foram alongados o período do banho de sol e o fornecimento de água.

As visitas presenciais foram substituídas por ligações de vídeo, e-mail ou carta. Somente está permitida a realização de chamada de áudio ou vídeo de uma pessoa por recuperando, de visitantes já cadastrados.

A duração da ligação pode ser de, no máximo, cinco minutos e deverá ser assistida por servidores penitenciários.

Fonte/Créditos: G1

Continue Reading
Advertisement
Comments