fbpx
Connect with us
ads

Polícia

Traficante “enfrenta” PM com arma de brinquedo e morre em Cáceres-MT

Published

on

Na noite de ontem, quinta-feira (19), Luiz André de Moraes Silva, de 19 anos, foi morto a tiros efetuados por policiais militares, no bairro Cidade Alta em Cáceres, a 219 km de Cuiabá. A Polícia Militar informou que, após fugir de uma abordagem de rotina, por estar vendendo drogas em via pública, o rapaz teria apontado uma arma de brinquedo para uma equipe.

De acordo com as informações disponívels no boletim de ocorrência registrado pela PM, um grupo de pessoas estava na praça do bairro Cidade Alta, local frequentado por usuários de drogas, quando uma viatura se aproximou. No entanto, um dos homens fugiu do local e teve início uma perseguição. Os agentes envolvidos na ocorrência integram o 6º Batalhão da Polícia Militar.

Ainda conforme o relato dos militares, durante a fuga o suspeito jogou fora uma mochila contendo várias trouxinhas de drogas que vendia na praça. Ele recebeu ordens para que colocasse para que parasse e se entregasse colocando as mãos na cabeça, mas teria ignorado as determinações dos militares que notaram um “volume” em sua cintura, indicado que pudesse estar armado.

Conforme aversão dos PMs, o rapaz estava nervoso e recusava acatar as ordens alegando ser usuário de drogas e não traficante. Ele também chamava por seu pai que apareceu no local e tentou impedir os militares de abordar o filho. Consta no documento policial que o homem chegou a puxar um dos policiais e empurrá-lo para que não abordasse o suspeito. 

O rapaz então aproveitou a situação e fugiu a pé sendo perseguido por um dos militares. Num determinado momento, o suspeito teria sacado uma “arma” e apontado contra o policial que reagiu e atirou. Segundo a Polícia Militar, isso ocorreu numa rua lateral da Rua das Granjas, local ermo, sem iluminação e tomado pelo matagal. 

Baleado, o suspeito ainda teria tentado fugir,  sendo perseguido pelo militar a pé por mais um trecho, até que ele caiu em decorrência do ferimento. O documento não relata em qual parte do corpo o suspeito foi baleado. Na sequência, foi socorrido e levado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional de Cáceres, onde morreu pouco tempo depois. 

De acordo com a Polícia Militar, após o episódio constatou-se que na verdade, ele portava um simulacro de pistola. Também levava dentro da mochila 23 trouxinhas de maconha e R$ 20. Essa versão será investigada pela Polícia Civil de Cáceres.  

FICHA CRIMINAL 

Segundo a Polícia Militar, Luiz André tinha passagens criminais  por receptação, formação de quadrilha, sequestro, porte ilegal de arma de fogo e ainda por adulteração de sinal identificador de veículo. 

Conforme a Polícia Militar, mesmo nos casos de legítima defesa ou estrito cumprimento do dever, é procedimento de praxe apurar a circunstâncias da ocorrência e a atuação policial. “No caso em questão, a Polícia Militar informa que o 6º Batalhão de Cáceres, sob o acompanhamento e a orientação da Corregedoria, vai instaurar procedimento investigatório”, informou a assessoria da corporação.

Fonte: Folha Max

Continue Reading
Advertisement
Comments