fbpx
Connect with us
ads

Polícia

VÍDEO| Após denúncias de espancamento e medida protetiva, vereador de Acorizal (MT) posta vídeo com a esposa; VEJA

Published

on

O vereador Rafael Piovezan de Campos (PP) de Acorizal (70 km da Capital), gravou um vídeo ao lado da esposa, na manhã de hoje, terça-feira (7) após ser impedido pela Justiça de chegar próximo dela.

De acordo com as informações, a medida protetiva foi deferida nesta segunda-feira (6), após Valéria Auto registrar um boletim de ocorrência contra Rafael por agressão.

Ela afirmou que havia sido agredida porque o marido se irritou com uma postagem de bom dia que ela fez nas redes sociais.

A agressão teria ocorrido na última sexta-feira (03) na casa dos pais de Rafael.

Conforme o vídeo divulgado, Rafael afirma que é vítima de perseguição política. “Não sou candidato, não tem porque ficar me perseguindo”.

“Só esclarecer que não existe nada disso, estou aqui com a minha esposa e está tudo bem”, sem negar diretamente que agrediu a mulher.

Valéria, ao lado, apenas diz: “é isso aí meu amor”.

Entenda o caso

O vereador Rafael Piovezan de Campos (PP) de Acorizal (70 km da Capital), foi impedido pela Justiça nesta segunda-feira (6), de se aproximar da esposa, a qual alega ter sido espancada pelo parlamentar na última sexta-feira (3) na casa dos sogros durante uma briga no bairro Santa Amália, em Cuiabá.

De acordo com medida protetiva, o agressor terá que sair de casa, pois deverá manter a distância mínima de 500 metros da mulher.

A ordem judicial foi emitida pela 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, comarca de Cuiabá, a qual determina que Rafael não frequente a casa de familiares da vítima ou residência de amigos em comum, para que a mulher tenha assegurada sua integridade física e mental.

O parlamentar agrediu a esposa com um soco na boca durante uma discussão na casa dos pais do acusado no início da tarde da última sexta-feira (3).

Segundo o boletim de ocorrência, Rafael teria se irritado com a esposa após ver uma postagem de “bom dia”  que a vítima tinha feito em suas redes sociais.

A mulher relata que estava sentada com o filho de 3 anos, com os sogros e a cunhada, quando o vereador se aproximou e teria dito para ela: “você vai aprender a me respeitar” ao mesmo tempo em que tomou o aparelho celular dela.

Logo após Rafael tomar o celular, a vítima teria ido atrás do agressor para pegar o aparelho de volta, pois teria que fazer uma entrevista on-line às 13h.

Ao tentar pegar o celular, o acusado teria se virado e dado um soco no rosto da esposa. De acordo com testemunhas, Rafael precisou ser contido, para que não batesse mais na mulher.

Após a agressão física, ao ver a mulher caída e ferida no chão, o marido ainda teria xingado a vítima de “vagabunda”, e que ela teria saído de uma “família de porcos”.

Segundo relato da vítima, o casamento já dura 12 anos, e afirma que Rafael sempre foi agressivo e que a violência é constante em casa, tanto fisicamente quando psicologicamente, já que o marido a ameaça dizendo que vai tirar tudo dela, inclusive o filho.

A ocorrência, registrada por crimes de lesão corporal, injúria e ameaça, foi encaminhada à Delegacia Especializada na Defesa dos Direitos da Mulher (DEDDM), responsável por investigar o caso e fazer cumprir a ordem judicial em desfavor do acusado.

Fonte/ Créditos: Mato Grosso Mais

Continue Reading
Advertisement
Comments