“VÍDEO” Briga entre caminhoneiros causa acidente na BR-277 no PR; VEJA

128

Uma briga entre dois caminhoneiros causou um acidente na BR-277 em Guarapuava, na região central do Paraná, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Assista ao vídeo acima.

A situação aconteceu na tarde de domingo (10) e acabou com um caminhão tombado.

O caminhoneiro da carreta que tombou se feriu. Conforme a PRF, ele perdeu parte de um dos dedos da mão. O outro fugiu do local, mas foi identificado e depois se apresentou à PRF.

Os dois caminhões – um carregado com soja e outro com frango congelado – estavam na contramão da rodovia, segundo a PRF, no limite de Guarapuava com Candói.

A briga

A briga entre eles foi flagrada pelo carro que estava logo atrás dos caminhões. O vídeo foi enviado para a Central de Comando e Controle da PRF.

Os dois caminhões atravessavam a ponte sobre o Rio Campo Real pela contramão, como dá para ver nas imagens. No trecho, a ultrapassagem é proibida.

Depois da ponte, a carreta com soja trafegou pelo acostamento da faixa contrária para tentar ultrapassar o outro caminhão, que impedia a manobra.

Ao conseguir fazer a ultrapassagem, de acordo com a PRF, o caminhoneiro que dirigia a carreta bitrem fechou o outro caminhão. Esse caminhão acabou saindo da pista e, então, tombou no asfalto.

O motorista ferido foi levado a um hospital de Guarapuava.

Agressão física

Conforme a PRF, os caminhoneiros começaram a brigar em Cantagalo. Ou seja, quase 30 quilômetros antes de onde a carreta tombou.

A briga iniciou, segundo a PRF, durante a tentativa de outra ultrapassagem. Os dois motoristas desceram do caminhão e trocaram agressões físicas, de acordo com a PRF.

O caso vai ser investigado pela Delegacia da Polícia Civil de Guarapuava.

Interdição

O trânsito ficou parcialmente interditado, após o tombamento.

A pista foi liberada, segundo a PRF, por volta das 19h. Até então, os motoristas seguiram pelo sistema pare-e-siga.

Como denunciar?

Quem testemunhar qualquer situação de risco em rodovias federais, a orientação da PRF é para que se ligue para o telefone de emergência 191.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui