fbpx
Connect with us
ads

Geral

Vídeo mostra ex-secretário ameaçando matar prefeito de Cáceres-MT; “te meto a faca”; VEJA

Published

on

Oprefeito de Cáceres Francis Maris (PSDB) registrou boletim de ocorrências contra o ex-secretário de Obras, Tarcísio Paulino por ameaças. Em vídeo, o homem aperece nervoso e precisa ser contido por pessoas próximas. Ele teria ido tirar satisfação do prefeito por ter sido citado em reunião onde Francis tratava do transporte escolar na gestão anterior, quando Tarcísio foi secretário. Ele afirma estar sendo acusado de corrupção pelo prefeito.

“Eu fui secretário sim, mas não precisei roubar. Se você falar mais uma vez de mim, eu meto a faca no seu bucho, seu vagabundo”, disse Tarcísio. A fonte ele conta que falou em um momento de raiva, pois estaria sendo acusado por Francis de crimes contra administração e estaria revoltado.

“Ele está me acusando de desviar dinheiro da prefeitura e ele anda falando que eu sou inelegível e eu teria me escondido. É baixaria. Eu me excedi, não aguento mais ele me chamar de corrupto e ladrão. Senti que feriu minha honra. Tem 8 anos que ele vem me xingando. Ontem eu estava na feira pedindo voto e tivemos uma discussão. Fiquei 8 meses como secretário e as contas do prefeito foram aprovadas, não teve nada de errado”, contou.

A discussão entre eles foi na manhã de domingo (1º) quando Tarcísio teria procurado Francis para tirar satisfações sobre ter sido citado em uma reunião de campanha do candidato apoiado pelo prefeito, Paulo Donizete (PSDB).

Acusações de corrupção

Em áudio que teria sido gravado em uma reunião de campanha do candidato apoiado por Francis, Paulo Donizete (PSDB), o prefeito acusa a gestão anterior de ter se apropriado de cerca de R$ 1,3 milhão.

“Na parte de máquinas, caminhões, tinha 3 ou 4 caminhões velhos, patrola. Qaudno nós entramos estavam todas no cavalete, no toco. Eles gastaram R$ 1,8 milhão de combustível. Em 2013, nossa gestão o Waldeci arrumou o maquinário, levou para a oficina dele, arrumou e colocou para trabalhar. Nós gastamos apenas R$ 450 mil. Aí R$ 1,3 milhão alguém colocou no bolso e o secretário era o Tarcísio do Hotel Portobelo, está registrado no TCE. É por isso que quando você tem uma gestão corrupta, você não consegue fazer as obras”, diz no áudio.

A fala teria incomodado Tarcísio que, ao abordar Francis questionou sobre o fato em público, quando começou o bate-boca. Segundo boletim de ocorrência feito pelo prefeito, o ex-secretário fez as ameaças que foram gravadas e entregues à polícia.

Fonte/ Créditos: RD News

Continue Reading
Advertisement
Comments